O MVP (Minimum Viable Product) – Produto Mínimo Viável – vai além de construir a versão mais simples de um produto com o mínimo esforço para testar o mercado. Como Eric Ries explica no livro Lean Startup – “it is simply the fastest way to get through the Build-Measure-Learn feedback loop with the minimum amount of effort… Its goal is to test fundamental business hypotheses.” e assim evitar o lançamento de produtos que as pessoas não irão comprar.

Ou seja, o MVP é atualmente muito utilizado em Startups e empresas que precisam constantemente lançar novos produtos no mercado e validar suas hipóteses, iterativamente aprendendo com feedbacks de clientes e do uso do produto. O fluxo proposto no Lean Startup:

leanstartup-flow

 

Os early adopters, público com maior disposição para comprar produtos em fase inicial de desenvolvimento, geralmente são fundamentais para validar a aceitação do produto neste período. Eles proveem colaborações, compreensão do problema e estão em busca da solução, muitas vezes até pagam por ela.

Três definições que fortalecem o entendimento sobre o MVP:

  • “A learning vehicle” – Eric Ries

  • “You can’t identify one thing and then stop talking to your customers and go build.  Because you’re not really building a product – you’re building an environment that supports increasingly educated guesses.” – Cindy Alvarez

  • “Antes se falava muito em criar os produtos certos para o mercado da melhor maneira possível. Mas isso demanda tempo e, se a ideia de negócio não for boa, perder meses planejando um produto ruim terá sido um grande desperdício. Por isso, acredito que, mais que criar o produto da melhor maneira possível, é preciso ter certeza de que aquele é o produto certo” – Paulo Caroli, consultor da ThoughtWorks e autor do livro “Direto ao Ponto”

As empresas utilizam estratégias para validar o modelo de receita e a proposta de valor do MVP – teste da experiência do usuário, formulários de conversão, landing pages, estabelecer metas, público alvo (personas), etc.  Estes resultados vão provendo direcionamento a concepção do produto e medição de custos.
Canvas MVP
E como definir a estratégia do MVP? O Canvas MVP é uma ferramenta recomendada para agrupar os principais elementos necessários ao MVP:

  • Visão do MVP
  • Funcionalidade
  • Custo e Cronograma
  • Hipóteses de negócios com suas métricas
  • Personas e suas jornadas

canvas-mvpO loop Build-Measure-Learn – citado no livro Lean Startup – direciona a construção, medição dos resultados e aprendizado com o MVP. Os blocos do Canvas MVP – funcionalidades, resultados esperados, e métricas – representam este loop.

Outro loop, fundamentado pelo Design Thinking, que auxilia a construção do MVP é o usuário-jornada-ação. Ele é representado pelos blocos do Canvas MVP – Personas, Jornadas e Funcionalidade e direciona a quem e qual jornada será neste MVP. Também apoia nas ações (funcionalidade) a serem melhoradas no MVP.

 

Referências