No último POST fizemos a introdução sobre Análise de Projetos de Investimento, utilizando CAPM e Payback para analisar o risco e retorno dos projetos organizacionais. Fica como leitura recomendada antes de continuar esta publicação.

Complementando o estudo de viabilidade econômica dos projetos de investimento, a VPL (Valor Presente Líquido) e a TIR (Taxa Interna de Retorno) são métodos que apoiam a tomada de decisões por analisar cenários possíveis de investimento que a empresa pode realizar.


VPL – Valor Presente Líquido
Consiste em encontrar o valor presente dos fluxos de caixa futuros líquidos, descontados ao custo de capital da empresa ou à taxa de retorno exigida. Para isso:

  • Inclui-se entradas e saídas, descontadas ao custo de capital do projeto
  • Soma-se todos os fluxos de caixa do projeto
  • Se o VPL for positivo, o projeto deve ser aceito
  • Se o VPL for negativo, o projeto deve ser rejeitado

Utilizando a fórmula:VPL

É o método mais recomendado (do ponto de vista econômico) por considerar o valor do dinheiro no tempo e o custo de capital da empresa.

Exemplo
A partir de um investimento em um projeto com as seguintes características:

  • Investimento inicial de R$ 100.000,00
  • Valores retornados no 1º período R$ 30.000,00
  • Valores retornados no 2º período R$ 20.000,00
  • Valores retornados no 3º período R$ 40.000,00
  • Valores retornados no 4º período R$ 50.000,00
  • Valores retornados no 5º período R$ 60.000,00
  • Taxa de desconto: 15% (pode ser a inflação ou outro índice desejado)
Ano Fluxo de caixa Descontado Acumulado
0 (100.000) (100.000) (100.000)
1 30.000 26.087 (73.913)
2 20.000 15.123 (58.790)
3 40.000 26.301 (32.490)
4 50.000 28.588 (3.902)
5 60.000 29.831 25.929

* Lembre-se de utilizar a fórmula payback-descontado para incluir a taxa de desconto no fluxo de caixa (coluna “Descontado”). O Acumulado é a diferença entre o saldo do FC e o Descontado.

Valor Presente Líquido do projeto é de R$ 25.929, positivo no cenário dos próximos 5 anos. Para calcular utilizando a HP 12c:

hp12c
[f] REG para zerar todos valores
100000 CHS (valor negativo) [g] CFo
30000 [g] CFj
20000 [g] CFj
40000 [g] CFj
50000 [g] CFj
60000 [g] CFj
15 i (taxa de desconto considerada)
[f] NPV

E pronto! O resultado é de R$ 25.928,74. VPL Positivo.

 

TIR – Taxa Interna de Retorno
É a taxa de desconto que iguala o VPL das entradas e saídas de caixa esperadas de um projeto.

  • TIR indica a rentabilidade do projeto
  • Simula-se o VPL para diversas taxas de desconto
  • O ponto em que se zerar o VPL corresponde à TIR
  • É uma taxa intrínseca ao projeto, não dependendo de fatores externos

TIR

A Taxa de retorno exigida é a taxa de desconto (custo de capital) que a TIR deve superar para que um projeto seja aceito. A TIR e VLP de um projeto levam às mesmas conclusões de aceitação ou rejeição:

  • TIR superior ao Custo de Capital leva a um VPL positivo
  • TIR inferior ao Custo de Capital leva a um VPL negativo


Exemplo
Considerando os mesmos valores do exemplo anterior (cálculo da VPL), a TIR percorre os mesmos passos na HP 12c:

[f] REG para zerar todos valores
100000 CHS (valor negativo) [g] CFo
30000 [g] CFj
20000 [g] CFj
40000 [g] CFj
50000 [g] CFj
60000 [g] CFj
15 i (taxa de desconto considerada)
[f] IRR

A única diferença é o último comando IRR que representa a TIR (no caso do VPL utilizamos NPV). O resultado é de 23,91%. TIR Positiva.

 

TIRs Múltiplas

  • Projeto Normal: se tiver uma ou mais saídas de caixa seguidas de uma série de entradas
  • Projeto Não-normal: projetos com grandes saídas de caixa em alguma ocasião durante a vida do projeto

** TIR não podem ser usadas com projetos de Fluxo de Caixa “anormais”, porque há mais de uma resposta

 

TIR Modificada
A TIRM é a taxa de descontos na qual o valor presente do custo de um projeto é igual ao valor presente de seu valor terminal, em que o valor terminal é encontrado como a soma dos valores futuros das entradas de caixa, compostas ao custo de capital da empresa.

  • Utilizada para melhorar as deficiências da TIR e manter o aspecto intuitivo que os executivos apreciam
  • A TIRM leva vantagem sobre a TIR, pois supõe que os fluxos de caixa são reinvestidos ao custo de capital

TIRM

 

Referências

financas-corporativas-fgv