Introduzimos a área de Testes no VSTS no último post e como criar os planos de teste, casos de teste e gravar as principais ações durante a execução dos testes exploratórios. Após criar um plano de teste, temos as seguintes opções disponíveis:

  • Caso de Teste: configura os passos, ações e resultado esperado daquele teste manual.

vsts-caso-teste

  • Suíte de Teste: ajuda a organizar estes casos de teste com três tipos
    • Static: provém pastas para ajudar a organizar os testes a serem realizados. Funciona bem em testes de regressão, por exemplo, pois há funcionalidades que sempre precisam ser checadas na aplicação, e nem sempre possuem casos de teste relacionados.
    • Requirement-based: considera a realização de testes manuais em um backlog, podendo ser requirement, user story ou work items. É muito útil, pois numera a quantidade de casos de teste numa user story (por exemplo), evitando o crescimento imprevisto dos casos de teste em seu time.
    • Query-based: aplica um filtro sobre os work items de seu backlog e de outros Team Projects, permitindo executar testes nas funcionalidades criadas pelo seu time e também nas dependências que podem quebrar o código.

vsts-test-plan-requirement

É isso! Espero ter contribuído com a apresentação dos recursos na área de Test do VSTS. Um ponto bem importante desta organização é evitar que a sua aplicação cresça sem uma estruturação adequada de planos de teste. A quantidade de casos de teste geradas para a área de QA e a dependência com outras aplicações são bem controlados com o uso devido destes recursos.