A Microsoft divulgou ontem (10/09/2018) o Azure DevOps como nova solução e evolução do VSTS (Visual Studio Team Services) para transformar o ciclo de vida do desenvolvimento, principalmente por trabalhar com projetos open source no processo de CI/CD (nomeados Azure Pipelines) como Jenkins e GitHub.

O Azure Pipelines oferece minutos de CI/CD ilimitados e até 10 jobs (em paralelo) para os projetos open source, utilizando a mesma infraestrutura de projetos pagos com o intuito de prover a mesma performance e qualidade do serviço.

Além da mudança no link de acesso (abc.visualstudio.com -> dev.azure.com/abc) e da experiência do usuário na plataforma (evolução baseada em feedbacks), as atualizações também continuarão para os usuários on-premises com base nos recursos do Azure DevOps.

Os principais serviços da Azure DevOps são:

Azure Pipelines Azure Pipelines
É bom demais trabalhar com CI/CD em qualquer linguagem e plataforma. A automação de build release em Pipelines e a implementação de Containers são outras facilidades.

Azure Boards Azure Boards
A área do Board continua evoluindo os recursos de gestão de times, capacity, backlogs com a organização de Epics, Features, User Stories, Tasks nas Sprints. O bacana é utilizar  queries para extrair as atividades e outros itens de análise, além da construção de  Dashboards com widgets.

Azure Artifacts Azure Artifacts
Mantém os artefatos organizados e pacotes protegidos. O gerenciamento de pacotes como NuGet, Maven e npm integrados aos pipelines de CI/CD de fontes públicas e privadas são serviços interessantes. Veja mais em Azure Artifacts.

Azure Repos Azure Repos
Os repositórios do Git privados e ilimitados (cloud-hosted), integração com webhooks e APIs, suporte para TFVC e os recursos de pull request são destaques por aqui. No GitHub Marketplace você pode habilitar o Azure DevOps na sua conta e a partir dai, comece a executar CI/CD com seus repositórios.

Azure Test Plans Azure Test Plans
Confira as publicações recentes que fiz sobre a área de Testes, englobando a criação de planos de teste, testes de carga (Visual Studio test, HTTP archive based test e Apache JMeter). Uma boa abordagem para aprimorar frentes de testes do seu projeto.

 

Após conhecer melhor os serviços apresentados pelo Azure DevOps, minha recomendação é considerar a aplicabilidade para o seu negócio. Como a solução independente do framework, plataforma ou linguagem utilizada, sugiro verificar no Azure DevOps pricing o que cada licença oferece como pacote de soluções.

A opção de começar gratuitamente é bem recomendável para provar o conceito da solução e também para equipes que estão iniciando com processos de CI/CD e gestão ágil de projetos. Em equipes maiores, com processo de CI/CD mais maduros, certamente vale avaliar o custo por usuário da solução e papeis existentes na sua equipe.