Estratégia de backup e recovery no Azure DevOps

Em posts anteriores, apresentamos o Azure DevOps e seus principais serviços: Azure Pipelines, Boards, Artifacts, Repos e Test Plans. Vimos também os principais benefícios da solução e como gerenciar o ciclo de vida do desenvolvimento. Ao começar o uso intensivo em sua organização, criando times e projetos, seguramente uma pergunta que virá: como funciona o backup e restore das informações?

Bom, oficialmente a Microsoft não possui um serviço (como Backup do Azure ou Armazenamento de Blobs) no Portal Azure para fazer o backup da estrutura e dados do Azure DevOps em nível de organização ou projeto.

portal-azure

* para saber como funciona no Azure DevOps Server 2019 e TFS (2018 à 2013), acesse este link de Backup and Restore.

O que pode ser feito então se alguma estrutura de projeto, arquivo de repositório ou tarefas do board forem apagadas indevidamente? Claro, que a primeira recomendação é segregar muito bem os acessos no time para evitar modificações inapropriadas. Com os acessos bem controlados, algumas recomendações que ajudam a gerenciar estes problemas são:

Board
A primeira dica é com um processo bem manual. Para salvar os work items da área board, utilize o recurso de Query e ajuste a consulta (colunas e filtros) para retornar os itens que você precisa. Em seguida, utilize “open in excel” e mantenha uma rotina de atualização. Assim, quando precisar, bastar utilizar o serviço de conexão (Excel – Azure DevOps) e carregar os work items novamente.

azure-devops-query

* as configurações relacionadas aos projetos e times de projetos são carregadas nesta query, mas caso a estrutura (teams, iterations, templates, etc.) seja perdida no Azure DevOps, ela precisará ser recriada manualmente.

 

Repos
Ao deletar um projeto, você não pode recuperá-lo. Por isso, mantenha sempre um backup do projeto. Há um procedimento para salvar o código fonte e os dados do build (View build results). Acesse a área de repositório e clique com o botão direito no nível desejado (pode ser um arquivo específico ou pasta inteira) para o download dos arquivos.

download-files-azure

* se você utiliza Git, clone seus repositórios para manter o histórico do projeto e todas as branches.

 

Pipelines
A estrutura de Build pode ser guardada com o comando Export. Acesse a área de Pipelines > Builds e com o botão direito Export. Este comando gera um JSON que pode ser utilizado para importar a estrutura de volta.

export-build

Veja que ao importar o arquivo JSON (em Pipelines > Import a pipeline), temos a estrutura criada a partir do Build que exportamos as configurações.

pipeline-build-import.png

As Releases podem ser feitas da mesma forma, exportando a estrutura em arquivo JSON e importando novamente quando necessário. Também recomendo a leitura deste artigo para implementar uma estratégia de rollback com release management.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s