Estratégia de Application Migration & Modernization

Contexto

Quantas empresas já não vimos terem dificuldade em manter seus sistemas legados funcionando? Em muitos deles estão os serviços mais rentáveis da empresa, que por sua vez cresceu ou passou algum tempo sem evoluir apropriadamente seus recursos. Como consequência, muita dificuldade em criar novas features e disponbilizá-la aos clientes.

Entre alguns dos ofensores estão problemas na arquitetura (como o alto acoplamento dos componentes), na gestão dos processos ou uso inapropriado de tecnologia. E como melhorar essa abordagem? Muitos casos de modernização falham justamente por ter uma área de TI direcionada a reduzir custos (quando há um alto custo de esforço na modernização), enquanto outros stakeholders estão mais focados no valor para o negócio, porém falta foco.

Abordagem Business Centric

A abordagem de modernização não deve ser IT-centric, e sim considerar value streams e business capabilities para maximizar o impacto dos esforços. A análise top-down com processos de negócios impulsionando a modernização, ajuda a conectar a estratégia do negócio com as tecnologias habilitadoras e um conjunto muito menor de aplicações que precisam ser incluídos business case. Alguns pontos a serem considerados:

  • Modernização de business capabilities críticos. Não coloque o foco da migração em custo ou obsolescência de aplicações em TI.
  • Utilizar a abordagem business-centric (outside-in). Fica mais claro o retorno do negócio ou problema a ser resolvido.
  • Gestão dos ciclos de vida de produto ao invés de projetos. Essa visão permite conectar a estratégia da empresa com a contínua evolução das aplicações.

O ideal é ter o budget de modernização por meio de abordagem contínua, dentro de algum produto ou programa, mesmo que seja mais provável de acontecer por meio de algum programa de modenização maior. O Lean Budget é o recomendado por SAFe na gestão de portfolios e criação de business solutions. O budget do portfolio é então direcionado a value streams (não mais a projetos) que oferece uma ou mais soluções de negócios.

Gartner relaciona seis drivers comuns em modernização de aplicações:

■ Business fit
■ Business value
■ Agility
■ Complexity
■ Risk
■ Cost

A organização em torno de business processes apoia o mapeamento de aplicações & base de dados utilizadas nesse contexto de negócios e permitir a modernização em ondas menores. No exemplo abaixo, o fluxo (bem resumido) de um processo de vendas e a interação com as tecnologias habilitadoras.

Estratégia de migração 6Rs

Uma das estratégias mais recomendadas para migração de aplicações em Cloud é o 6R’s da AWS. A complexidade de migração varia, enquanto uma arquitetura orientada a serviços possui baixa complexidade, um mainframe monolítico certamente trará uma alta complexidade. Os critérios de decisão da estratégia de migração devem ser baseados nas necessidades de negócio e técnicas. Veja mais sobre os 6R’s nesse post.

6Rs-migration
Figura: AWS

Tipos de Modernização

O principal objetivo das empresas que buscam Migração e/ou Modernização de aplicações é reduzir o time to value. A Migração é uma jornada de três fases – Assess, Mobilize e Migrate & Modernize, conforme recomendado pela AWS. A Modernização começa também pelo Assess, seguido de PoC/Piloto para provar o valor e colocar as mudanças em produção.

  • Assess: avalia o ambiente atual e a prontidão de migração. Ajuda a construir o case para a mudança.
  • Mobilize: mobilização de workstreams para construir os capabilities e experiência de migração.
  • Migrate & Modernize: continuidade da migração em ondas e operação / otimização dos ambientes e aplicações. A modernização, em geral, inclui a implementação de microsserviços, containers, DevOps e mainframe modernization.

    Phases of the cloud migration process
Foto: AWS

O plano de migração deve compreender os detalhes do ambiente atual, os dados de aplicações / operacionais e como eles são usados e acessados. As ferramentas de migração consideram análise de Inventário, Business Case, Discovery & Planning, Mapeamento de dependência, Migração e validação de workloadsworkloads de SO, Database, Storage, VMWare, SAP e Mainframe são os principais no processo de migração.

Ferramentas

Há ferramentas que apoiam cada fase (Assess, Mobilize e Migrate & Modernize) da jornada de migração. O Migration Evaluator é utilizado no Assess para análise de inventário e do business case. O ADS (Application Discovery Service) no planejamento e deep discovery do Mobilize, e o Cloud Endure para migração de workloads, na fase de Migrate & Modernize.

Benefícios

Há diferentes motivadores para as empresas iniciarem sua jornada de migração Cloud. Os principais benefícios esperados pelas organizações são:

  • Agilidade nos negócios e produtividade do time
  • Redução de Custos
  • Infraestrutura ágil e consolidação de Data Center
  • Segurança end-to-end
  • Escalabilidade e confiabilidade